quinta-feira, 6 de junho de 2013

Miguel Lopes

Os três diários desportivos referem na edição de hoje a saída de Miguel Lopes de Alvalade, considerando que embora não seja dos jogadores com vencimentos mais elevados, tem um ordenado considerado alto e que pelo facto de ter mercado em Espanha poderá surgir uma proposta interessante para o Sporting.

Devo dizer, que foi um atleta bastante profissional nesta metade de temporada que representou o Sporting, onde deu tudo pelo clube, tendo rubricado algumas boas exibições. O facto de ser português e sportinguista, faz com que seja um elemento a ter em conta na formação do grupo, já que é importante ter alguns jogadores com estas caracteristicas.

Enquanto jogador, considero Miguel Lopes um lateral competente a atacar, que combina bem com o extremo e que consegue várias vezes criar desiquilibrios na ala direita. Não acho que tecnicamente seja muito evoluído, mas é um jogador com uma grande vontade e empenho que está constantemente a apoiar o ataque. Defensivamente já não o considero tão forte, tendo demonstrado algumas debilidades ao longo da época.
Por outro lado, é um jogador experiente, o que é importante, dada a juventude do plantel da próxima época, e além de não ter habitualmente as falhas de concentração caracteristicas de jogadores menos experientes, é alguem que sabe aquelas pequenas manhas do futebol como marcar um livre ou um lançamento mais cedo apanhando a equipa adversária distraída, que são pormenores que podem fazer a diferença e que convém ter alguem que os faça e que alerte a equipa da tentativa dos adversários tirarem partido dessas situações, pois considero que por vezes somos muito "tenrinhos" neste tipo de situações.

Como concorrentes para a sua posição tem Cedric e Arias.
A ideia que tinha do português era de um lateral seguro a defender, o que não se verificou no inicio de época, mas teve um bom final de época. Gostava que tivesse outra oportunidade pois continuo a ser da opinião de que é alguem competente a defender dado que é um lateral rápido e forte. A atacar é um atleta com boa técnica tanto ao nível do passe como do cruzamento, que remata bem e tem facilidade em usar os dois pés, não é um desiquilibrador como João Pereira nem tem a intensidade de Miguel Lopes, mas cumpre bem a sua função a atacar e tem boa margem para evoluir.
Quanto ao Colombiano, fez uma boa época na equipa B, onde evoluiu bastante e mostrou ser um jogador para jogar a um nível superior ao da II Liga. É um alteta bastante equilibrado tanto no processo ofensivo como defensivo, que remata bem e que por ser um lateral alto é útil nas bolas paradas, é um jogador a ter em conta para o plantel principal, também ele jovem e com boa margem de progressão.

Por fim, acho pertinente referir que o Sporting apenas tem 50% dos direitos económicos de Miguel Lopes, pertencendo a outra parte ao anterior clube do lateral. Assim sendo, tendo duas boas alternativas, menos dispendiosas, é necessário ponderar se o rendimento desportivo de Miguel Lopes compensa o facto de estarmos a valorizar um jogador que numa possivel venda vai render tanto ao Sporting como ao Porto ou se é preferivel apostar em Cedric e Arias.

Sem comentários:

Enviar um comentário