segunda-feira, 17 de junho de 2013

André Santos

Faltam duas semanas para começar a pré-época leonina, e nessa altura creio que teremos uma ideia mais correcta acerca da composição do plantel para a época que se avizinha. Entretanto, enquanto não há novidades acerca de entradas e saídas, vai-se especulando acerca do regresso de alguns emprestados.
André Santos, jovem médio, formado em Alvalade, tem sido dado como certo, pelo menos para fazer a pré-temporada.

O inicio da sua carreira foi marcado por uma ascensão meteórica. Na primeira época como sénior, foi emprestado ao Fátima de Rui Vitória, que disputava a 2ª divisão, o seu bom rendimento, fez despertar o interesse do Leiria, tendo na segunda metade da época ajudado este clube então orientado por Manuel Fernandes, a subir à primeira liga.
Na segunda época, continuou em Leiria, tendo sido uma das revelações da primeira liga, facto que lhe valeu, o regresso a Alvalade para integrar a equipa principal na época seguinte. No Sporting, fez uma boa época, conseguindo mesmo somar a sua primeira internacionalização.
Depois deste promissor inicio, a sua carreira sofreu um revés, com a chegada de muita gente ao Sporting, tendo feito uma época abaixo das expectativas, onde pareceu sempre muito lento, a fazer lembrar um pouco Adrien, este ano. Isso teve como consequência o seu empréstimo ao Corunha, onde voltou a não ser muito feliz.

Na minha opinião, a carreira de André Santos foi mal gerida pelo Sporting, que conseguiu desvalorizar completamente um jovem da suas escolas, que tinha acabado de se tornar internacional português. Nos últimos dois anos foram adquiridos para o meio campo jogadores como Gelson, Labyad, Pranjic, Rinaudo, Schaars, Elias ou Luis Aguir. Além dos custos, com as suas contratações, os seus salários mais elevados, é duvidoso que a maioria deles seja superior aos médios da nossa formação, por outro lado, provocam uma descaracterização do plantel, que passa a ser composto por atletas que não conhecem a história e grandeza do Sporting. Assim sendo, penso que André Santos deveria ter continuado no plantel, e deveria ter sido melhor aproveitado o facto de ser chamado à selecção, que obviamente valoriza qualquer jogador e ajuda a fazer bons negócios em termos financeiros.

Considero André Santos um médio interessante, que tem boa qualidade de passe e até de remate, é um jogador que rende alguns golos por época, e tem também um bom posicionamento em campo. Não é muito acarinhado pelos adeptos devido à sua falta de intensidade, contudo, não vejo isso como algo essencial, prefiro inclusivamente jogadores como Veloso ou Custódio que eram acusados do mesmo, a jogadores como Rinaudo ou Gelson, que serão jogadores como uma maior intensidade.
No entanto, penso que a posição em que pode render mais é a de médio centro e não de médio defensivo, de qualquer forma estou curioso para ver como se apresenta este ano e que papel lhe terá reservado Leonardo Jardim.

Sem comentários:

Enviar um comentário