segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Sporting - Setubal (7ª J)

Mais uma jornada e mais 3 importantíssimos pontos conquistados, que ajudam a equipa a crescer, a ganhar confiança e são importantes para conseguirmos atingir o nosso objectivo.
Foi um jogo em que a equipa esteve bem defensivamente conseguindo mais um jogo sem sofrer golos, e à 7ª jornada somos a melhor defesa com os mesmos golos sofridos que o Porto.
Ofensivamente também foi um jogo bem conseguido, com várias oportunidades, que resultaram em 4 golos e mais uma goleada.

O Sporting preparou-se para este jogo, sabendo que não podia contar com um jogador que tem sido importante na campanha leonina, dado o seu alto rendimento, falo naturalmente do lateral esquerdo Jefferson. Leonardo Jardim, na minha opinião fez bem em manter a dupla de centrais e em apostar num jogador que é lateral de origem e que estava com algum ritmo na posição, fruto da utilização deste na equipa B, assim mexeu o menos possível na equipa e adaptou o jogador que melhor cumprirá a posição.
Foi um grande resultado que nos permite trabalhar com tranquilidade e a crescer estas semanas em que o campeonato pára, devido aos jogos de apuramento para o Campeonato do Mundo e da Taça de Portugal.

Destaques:

Montero: Mais dois golos, soma 9 em 7 jogos, continua a ser o melhor marcador e é sempre um perigo para a baliza adversária, mesmo que por vezes pareça desaparecido do jogo.
Carrillo: Tal como toda a equipa, está bastante melhor esta época, teve grandes pormenores durante o jogo (podia ter dado vantagem ao Sporting logo no inicio da partida com uma iniciativa brilhante), marcou e esteve sempre em jogo conseguindo criar algumas oportunidades de golo. Ainda precisa de crescer, aprender a soltar a bola no momento certo, a jogar mais fácil no meio campo defensivo e a atrasar a bola quando a equipa não tem vantagem em progredir, todavia, está a ter um rendimento positivo e a experiência ganha-se jogando.
Adrien: Grande jogo do médio leonino, também ele sempre em jogo, a dar linha de passe a procurar levar a equipa para a frente, apareceu bem no ataque onde podia ter marcado num remate à entrada da área, conseguindo mais tarde uma assistência e o merecido golo, na conversão de uma grande penalidade.
André Martins: Boa exibição do internacional português, com bons pormenores a conseguir desequilibrar, uns furos acima do que tem vindo a mostrar. Penso que podia ajudar mais a equipa na fase inicial de construção, onde Adrien e William costumam ser bastante marcados, contudo uma exibição muito positiva.
William: Importante a anular as iniciativas adversárias e quando teve algum espaço voltou a passear classe, precisa de corrigir alguns erros de posicionamento e ser mais intenso a defender, mas tem muita qualidade este jovem internacional sub-21.
Vítor: É experiente, e isso faz a diferença numa equipa tão jovem, importante em ajudar a equipa a manter a posse de bola.
Mané: Mais um jovem extremo promissor a ser lançado, penso que também aqui Jardim esteve bem, não só por lançar mais uma pérola, mas também porque as jovens esperanças devem aparecer quando a equipa está bem, a ganhar, por forma a jogarem sem pressão, demonstrarem a sua qualidade e habituarem-se a jogar na equipa principal.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Braga - Sporting (6ª J)

O Sporting conseguiu em Braga a conquistas dos 3 pontos num campo que será dos mais complicados do campeonato, mesmo tendo em conta o nosso bom registo contra a equipa bracarense.
Assim sendo, a equipa leonina continua 100% vitoriosa nos jogos disputados fora, mantém-se nos lugares cimeiros e junta o melhor ataque, à segunda melhor defesa e ao melhor marcador da competição até ao momento.
O caminho a seguir é este mesmo, jornada após jornada, lutar pelos 3 pontos e amealhando o máximo possível.

Nesta partida, a equipa leonina entrou no jogo praticamente a ganhar, é sempre bom conseguir um golo madrugador, no entanto, este parece não ter feito muito bem à equipa, que recuou bastante no terreno, tendo a equipa bracarense dominado até ao momento da expulsão de Santos. Este momento foi crucial para o desenrolar do jogo, pois daí em diante o Sporting dominou o jogo, tendo criado várias oportunidades para marcar.

Destaque para Cedric que com um bom remate à entrada da área deu a vitória ao Sporting, e que ao exemplo do que tem feito esta época fez mais uma exibição bastante segura a defender e acompanhando o ataque sempre que possível, com algumas boas iniciativas, no entanto por vezes tem oportunidade de cruzar sem pressão, mas os cruzamentos não têm levado a melhor direcção, situação que deve melhorar. Tentou algumas vezes dar uso à sua boa meia-distância, tendo sido recompensado com um golo perto do apito final.
Montero, regressou aos golos, mantendo-se como o melhor marcador do campeonato com 7 golos ao fim de 6 jornadas, no entanto, esteve demasiadas vezes em fora-de-jogo durante a partida, não permitindo que fossem feitos passes para as costas da defesa pela zona central.
Wilson Eduardo entrou bastante bem em jogo, quanto a mim está a ser uma agradável surpresa este jovem da "cantera" leonina, teve um boa oportunidade para marcar após um cruzamento atrasado de André Martins, mas infelizmente acertou num defesa, tem condições para ser uma peça importante da equipa, tendo que melhorar defensivamente no apoio ao lateral e aguentar os 90 minutos com boa intensidade.
É um pouco irritante ver Carrillo jogar, porque fica sempre a sensação que pode dar um pouco mais, no entanto, gostei de o ver, penso que está bem melhor esta época. Ajudou defensivamente e na frente criou vários desequilíbrios, tendo conseguido muitas oportunidades de golo, infelizmente desperdiçadas. Continua por explicar a tendência que tem para ficar parado em frente aos adversários quando recebe a bola dentro da área com espaço.
Por fim tenho de destacar Adrien e Jefferson, o primeiro, é o motor do meio-campo leonino, todo o jogo passa por ele e o segundo pela profundidade que empresta à ala esquerda.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Sporting - Rio Ave (5ª J)

No passado Sábado, o Sporting registou o segundo empate para o campeonato, foi um jogo com poucas oportunidades de golo para a equipa leonina, não só por demérito próprio mas também por mérito do adversário que é uma boa equipa e um candidato aos lugares europeus.

Tenho lido que o meio-campo leonino já não está tão forte como no inicio de época com destaque para a quebra de William Carvalho e Adrien. Na minha opinião, ambos fizeram um bom jogo, Adrien esteve constantemente a dar linhas de passe aos colegas, embora não tenha conseguido desequilibrar e  aproximar-se das zonas de finalização, tendo sido bastante importante na manobra da equipa e na pressão que impediu o Rio Ave de jogar na 1ª parte. William Carvalho, não conseguiu fazer os passes de ruptura e as aberturas que nos habituou nas primeiras jornadas, mas continua a dar segurança com bola e também ele foi importante em impedir o Rio Ave de jogar.
A suposta quebra destes dois elementos, está relacionada com o maior conhecimento que os adversários têm do Sporting, havendo neste momento uma maior marcação sobre ambos, tentando impedir que estes iniciem as construção de jogo leonino. Assim sendo, é importante que André Martins e os extremos se aproximem e venham buscar jogo, por forma a evitar o passe longo dos defesas.

Quanto aos restantes jogadores, destaque para Jefferson que mais uma vez deu grande profundidade à ala esquerda, foi uma excelente aquisição, há muito que não havia um lateral esquerdo assim em Alvalade, trata bem a bola e apesar de ainda não ter marcado, penso que o irá fazer no futuro.
Wilson Eduardo voltou a marcar, numa excelente execução técnica, é um jogador que comete algumas falhas durante o jogo e por vezes desaparece um pouco, no entanto as suas acções positivas no último terço do relvado normalmente resultam em golo ou assistência. Foi substituído numa altura em que já não conseguia acompanhar tão bem as subidas do lateral, o que obrigou Leonardo Jardim em mexer em toda a estrutura do Sporting, o que fez com que Martins fosse para a ala, Adrien subisse no terreno e Rinaudo ocupasse o lugar deste último, penso que não é bom mexer em tantos jogadores ao mesmo tempo, mas fruto da lesão de Capel, já não havia extremos no banco.
Por outro lado, Eric teve uma noite infeliz, esteve bastante inseguro, cometendo alguns erros incaracterísticos dando oportunidade ao adversário de criar perigo junto da baliza de Patrício, e acreditar que era possível chegar ao empate.
Montero, apesar de aparecer pouco em jogo, quase dava a vitória ao Sporting numa boa iniciativa individual.
André Martins é um pouco como Wilson Eduardo, desparece muitas vezes do jogo e comete algumas falhas, sendo que as suas acções positivas no último terço também têm resultado em golos ou assistencias, no entanto, sendo um jogador já com vários anos e jogos no Sporting e internacional português, penso que deveria explodir de vez e assumir-se como o estratega da equipa, na minha opinião deveria aparecer mais para ajudar na primeira fase de construção e tentar estar sempre em jogo dando linha de passe aos companheiros, e sendo um jogador, rápido, ágil e bom tecnicamente, deveria ganhar mais faltas, não se justificando que perca a bola sem falta.

Apesar de tudo, estou contente com o nível que a equipa tem apresentado e julgo que este percalço é a excepção que confirma a regra.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Mini-estádio

Em entrevista recente à Sporttv, Bruno de Carvalho anunciou a contrução até ao final do ano de um mini-estádio na Academia que será a casa da equipa B do Sporting.

O Sporting B ganha assim uma casa, no local onde muitos dos "meninos" que integram o seu plantel cresceram, ganham assim a possibilidade de treinar mais vezes na sua casa.

Além disso há a possibilidade do Estadio José de Alvalade ficar mais livre para outras actividades como jogos da Selecção ou concertos, gerando assim receitas sempre importantes para o clube.

Bem sei que o antigo projecto da Sporting TV foi anulado, contudo e mesmo que esse dossier não esteja numa fase muito adiantada gostaria de ver condições no mini-estadio da Academia para voltarem a transmitir os jogos do Sporting B no site do Sporting, a exemplo do que acontecia na época transacta. Era importante que isso acontecesse por forma a dar oportunidade a todos os Sportinguistas de acompanharam a equipa B e a avançar-se com o projecto da Sporting tv, era uma medida que aproximaria os adeptos do seu clube do coração.

domingo, 15 de setembro de 2013

Olhanense - Sporting (4ªJ)

O Sporting somou mais 3 pontos após a deslocação ao Algarve onde defrontou a equipa da Olhanense, tendo verncido por 2-0, mantendo assim o 2º lugar na classificação geral com 10 pontos após 4 jornadas e com 12 golos marcados e apenas 2 sofridos.
Leonardo Jardim fez duas alterações no 11 habitual, saindo Rojo e Carrillo por Dier e Capel, tendo a equipa leonina iniciado a partida com 7 jogadores da sua formação no onze titular, mais uma prova de que a nossa formação tem qualidade e que este é o caminho correcto.

Quanto ao jogo, o Sporting fez uma partida segura, tendo controlado uma partida em que a Olhanense com a excepção de um erro de Mauricio, e um cabeceamento por cima da baliza apenas de bola parada incomodou o Sporting.
Sem fazer um jogo brilhante a equipa leonina criou várias ocasiões, com destaque para Capel que desperdições duas boas oportunidade para marcar na baliza defendida por Ricardo.
No entanto, no inicio da 2ª parte o Sporting resolveu a partida, com dois golos em 10 minutos, tendo controlado o resto do jogo, onde a equipa aproveitou a ultima meia-hora para gerir o esforço após uma semana marcada por muitas viagens dos jogadores que estiveram ao serviço das selecções.

Destaque para o internacional português André Martins, que acabou o jogo com uma assistencia e o seu primeiro golo para o campeonato ao serviço da equipa principal do Sporting. Por outro lado, Montero cotinua a facturar tendo somado o seu 6º golo, continuando a ser o melhor marcador do campeonato.
Por fim, destaque para a estreia de Vitor reforço leonino no fecho do mercado de transferencias.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Promovidos

Sou um adepto da aposta na formação, logo é com bons olhos que vejo tantos jovens que na época passada tinham idade de junior a transitar para as equipas profissionais do Sporting. Isto deve-se não só a uma geração bastante talentosa, mas também ao facto de agora existir uma equipa B, que foi sem dúvida das melhores opções estratégicas tomadas pelo nosso clube nos últimos anos.
Na minha opinião há vários jogadores a destacar:

Começo por Ruben Semedo, na minha opinião o mais promissor de todos, um central, alto, forte , rápido e ágil. Este jovem alia a um conjunto de caracteristicas fisicas fantásticas, capacidade para sair a jogar e já alguma maturidade, espero que seja aposta na equipa principal em breve.

Eric é também um central promissor, promovido à equipa principal já na época passada, trata-se de um jogador que demonstra grande maturidade, é tecnicamente evoluído e versátil, tendo sido utilizado como lateral ou médio a maioria das vezes na época transacta. Fisicamente também ele é muito forte e de elevada estatura.

Fokobo, quanto a mim, rende mais na posição 6, e penso que se trata de um trinco bastante promissor, é forte, aguerrido, bom tecnicamente, conseguindo encher o meio campo, uma boa alternativa no futuro a William Carvalho. Necessita de ganhar experiencia, por forma a reduzir a entrega que coloca em alguns lances e em determinadas áreas do terreno, fazendo faltas desnecessárias e perigosas.

Chaby, é um jogador que teve bastante azar na época transacta, já que teve uma lesão bastante grave, é muito bom tecnicamente e com boa qualidade de passe, tem sido aposta de Jardim, mas julgo que é ainda um pouco frágil e que devia trabalhar fisicamente, contudo tem condições para aparecer na equipa principal, ainda que Vitor tenha retirado algum espaço.

Mané estava a fazer uma boa época o ano passado, mas uma lesão no final, impediu-o de contribuir na fase final de juniores, é um extremo bastante rápido e habilidoso que pode render muitos golos, estou curioso para ver o que pode dar na equipa B, disputando agora campeonatos profissionais.

Alexandre Guedes, tem boas caracteristicas para ponta-de-lança, gostava que fosse aposta na equipa B, já que na minha opinião é bastante mais promissor que Betinho, penso que faria uma boa época onde ajudaria com golos a equipa a fazer uma época tranquila, há que destacar que foi o melhor marcador do Europeu de sub-19.

Medeiros, é um extremo habilidoso, muito bom tecnicamente, com bom remate, não é muito rapido e não é jogador de ganhar a linha de fundo para cruzar, ou de fazer diagonais aparecendo nas costas dos defesas, desta forma julgo que as suas caracteristicas se adequam mais a um 10, onde a sua finta curta, capacidade de remate, visão de jogo e qualidade de passe podem ser muito importantes.

Assim sendo, podemos verificar que há bastante qualidade na formação leonina, e penso que a curto médio prazo estes jovens serão aposta para a equipa principal.




quarta-feira, 19 de junho de 2013

Diogo Salomão

A par de André Santos, outro jogador que vem sendo dado como certo no inicio de época do Sporting é o extremo Diogo Salomão.

Este jovem ala foi uma contratação surpreendente do Sporting para a época 2010/2011, já que se tratava de um jogador que vinha da 2ª divisão, e tem sido raro a aposta em jogadores de clubes portugueses, principalmente de divisões inferiores.
Contudo, apesar de não se ter conseguido assumir como titular da equipa leonina, fez uma época interessante, tendo participado em 23 jogos, marcado 4 golos e contribuindo com algumas assistências, assumindo-se como opção a ter em conta, de grande utilididade e pouco dispendiosa, não sendo um fora-de-série, pareceu-me uma aquisição acertada.

Na época seguinte, o Sporting formou quase um plantel novo, e com as contratações de Jeffren, Capel e Carrillo, a juntar às permanências de Izmailov, Djaló (até ao fecho do mercado de Verão) e mesmo com o regresso de Pereirinha que também pode actuar como extremo, o seu espaço no Sporting ficou obviamente reduzido. Assim sendo, segui-se um empréstimo ao Corunha, onde fez uma boa época, tendo participado em 33 jogos, marcando 5 golos, contriuindo para a subida à principal divisão espanhola. As boas indicações deixadas pelos extremo leonino, levaram a que o Deportivo continuasse interessado no seu emprestimo, no entanto, a época não correu de feição nem ao ala português nem ao clube da Corunha.

Considero Diogo Salomão um extremo rápido, que se desmarca bem, desiquilibrador e que rende golos, assim sendo tem caracteristicas interessanes para ajudar a equipa do Sporting, podendo ser uma aposta para desbloquear jogos que estejam mais complicado e é um jogador que pode perfeitamente ser chamado a titular que cumprirá bem as suas funções.
Por outro lado, terá sido importante para o seu desenvolvimento como jogador as duas época que passou em Espanha, assim, resta esperar para ver como terá sido a sua evolução e como se apresenta nesta pré-época ao serviço do Sporting.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

André Santos

Faltam duas semanas para começar a pré-época leonina, e nessa altura creio que teremos uma ideia mais correcta acerca da composição do plantel para a época que se avizinha. Entretanto, enquanto não há novidades acerca de entradas e saídas, vai-se especulando acerca do regresso de alguns emprestados.
André Santos, jovem médio, formado em Alvalade, tem sido dado como certo, pelo menos para fazer a pré-temporada.

O inicio da sua carreira foi marcado por uma ascensão meteórica. Na primeira época como sénior, foi emprestado ao Fátima de Rui Vitória, que disputava a 2ª divisão, o seu bom rendimento, fez despertar o interesse do Leiria, tendo na segunda metade da época ajudado este clube então orientado por Manuel Fernandes, a subir à primeira liga.
Na segunda época, continuou em Leiria, tendo sido uma das revelações da primeira liga, facto que lhe valeu, o regresso a Alvalade para integrar a equipa principal na época seguinte. No Sporting, fez uma boa época, conseguindo mesmo somar a sua primeira internacionalização.
Depois deste promissor inicio, a sua carreira sofreu um revés, com a chegada de muita gente ao Sporting, tendo feito uma época abaixo das expectativas, onde pareceu sempre muito lento, a fazer lembrar um pouco Adrien, este ano. Isso teve como consequência o seu empréstimo ao Corunha, onde voltou a não ser muito feliz.

Na minha opinião, a carreira de André Santos foi mal gerida pelo Sporting, que conseguiu desvalorizar completamente um jovem da suas escolas, que tinha acabado de se tornar internacional português. Nos últimos dois anos foram adquiridos para o meio campo jogadores como Gelson, Labyad, Pranjic, Rinaudo, Schaars, Elias ou Luis Aguir. Além dos custos, com as suas contratações, os seus salários mais elevados, é duvidoso que a maioria deles seja superior aos médios da nossa formação, por outro lado, provocam uma descaracterização do plantel, que passa a ser composto por atletas que não conhecem a história e grandeza do Sporting. Assim sendo, penso que André Santos deveria ter continuado no plantel, e deveria ter sido melhor aproveitado o facto de ser chamado à selecção, que obviamente valoriza qualquer jogador e ajuda a fazer bons negócios em termos financeiros.

Considero André Santos um médio interessante, que tem boa qualidade de passe e até de remate, é um jogador que rende alguns golos por época, e tem também um bom posicionamento em campo. Não é muito acarinhado pelos adeptos devido à sua falta de intensidade, contudo, não vejo isso como algo essencial, prefiro inclusivamente jogadores como Veloso ou Custódio que eram acusados do mesmo, a jogadores como Rinaudo ou Gelson, que serão jogadores como uma maior intensidade.
No entanto, penso que a posição em que pode render mais é a de médio centro e não de médio defensivo, de qualquer forma estou curioso para ver como se apresenta este ano e que papel lhe terá reservado Leonardo Jardim.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Sub-20

Os jovens Ilori, Bruma, Esgaio, João Mário e Mica foram convocados para o Campeonato do Mundo de Sub-20 que se vai realizar na Turquia entre 21 de Junho e 13 de Julho, além dos referidos atletas leoninos, integram também a convocatória Edgar Ié, Agostinho Cá, Rafael Veloso ou mesmo Ricardo Pereira, também eles com passagens pela formação do Sporting, o que quanto a mim é motivo de orgulho para a Academia Leonina.

Betinho, seria mais um motivo de orgulho, e era expectável que assim fosse, contudo ficou fora dos 21 elementos que vão defender as cores de Portugal neste Mundial. É um avançado com um percurso meritório nos escalões de formação do Sporting, à semelhança de Saleiro, Lourenço ou João Paiva e que teve um papel importante na qualificação para esta competição e por aí a sua convocatória era merecida.
Contudo a má época que teve ao serviço da equipa B do Sporting e o Torneio de Toulon também ele pouco conseguido terão pesado mais na escolha do selecionador nacional.

Na minha opinião, não estamos perante um avançado promissor, apesar do seu percurso na formação com bastantes golos. É um atleta com um bom remate, mas demasiado baixo e lento para a posição, não tendo uma caracteristica que possa ser uma mais valia e lhe dê capacidade para criar perigo junto da baliza adversária, agora que subiu a sénior e joga contra defesas mais experientes, mais altos, mais fortes e mais rápidos em relação aos que vinha enfrentando até então. Por outro lado, não sou grande apreciador das entradas que habitualmente faz ao adversários sem qualquer objectivo de jogar a bola.

A diferença competitiva dos juniores para os séniores é grande,  e é um salto dificil, há vários exemplos de jogadores que apesar da qualidade que demonstraram na formação nunca o conseguiram provar após a sua subida a sénior. É nesta fase que se notam as grandes diferenças entre os jogadores, dado que deixam de jogar contra atletas da sua idade e passam a ser todos iguais, sejam mais novos ou mais velhos, e nem todos conseguem acompanhar a subida do nível competitivo.

Assim sendo, apesar de considerar que era um prémio merecido fruto do contributo que deu no apuramento para a fase final do Campeonato do Mundo, não considero um crime a sua não convocatória dado que também os escalões mais jovens das selecções devem preparar os jogadores que possam eventualmente no futuro integrar a selecção principal.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Nuno Reis

Quando faltam menos de 3 semanas para o início da época leonina ainda não há grandes certezas quanto ao plantel da equipa principal. No entanto, vai-se especulando acerca do regresso de alguns dos jogadores emprestados, sendo que André Santos e Salomão são dados como certos e Wilson Eduardo e Nuno Reis como jogadores que estão na calha.

Nuno Reis,  parte para a sua 4ª época como sénior, depois de ter estado emprestado ao Cercle Brugge por dois anos e de na época transacta ter rodado no Olhanense.
Apesar da sua juventude, é um central experiente, fruto da elevada utilização nestas três épocas. Contudo, curiosamente, tem vindo a somar cada vez menos minutos, tendo somado cerca de 3330' na primeira época, 2208' na segunda e 2134' na última, onde foi inclusivamente mais utilizado como lateral do que no centro da defesa.

É de realçar o bom percurso que tem nas selecções jovens, tendo-se sagrado inclusivamente vice-campeão do mundo de sub-20 há dois anos, sendo a par de Cedric titularíssimo nessa selecção.

Na minha opinião, é um jogador que não tem condições para se impor no Sporting, dado que é um pouco baixo e lento para a posição, fazendo lembrar Carriço. Além disso, o plantel será constituído por apenas 20 atletas, o que me leva a crer que será formado por apenas 3 centrais. Assim sendo, o terceiro central terá que ser alguém que dê garantias de cumprir bem a sua função no caso de haver lesões ou castigos nos titulares.
Caso o plantel seja formado, por 4 centrais, não me choca que Nuno Reis integre o plantel, dado que é um jovem portugues, Sportinguista e da nossa formação e é sempre importante ter algém com estas caracteristicas no grupo de trabalho, além de que seria um solução menos dispendiosa.

Apesar de tudo, julgo que Nuno Reis será um jogador com mercado, principalmente em Portugal, e como tal penso que poderia ser um nome interessante para envolver num negócio com algum clube português, sendo que poderia ser uma troca directa ou envolvido por forma a baixar o preço de algum atleta que o Sporting pudesse ter interesse em adquirir.

sábado, 8 de junho de 2013

Carrillo

Numa época desastrosa em termos colectivos, André Carrillo foi das principais desilusões em termos individuais. A grande maioria dos adeptos leoninos reconhecem-lhe potencialidade para ser tornar num jogador interessante no panorama europeu, no entanto tarda em explodir e esta época já ficou a conhecer o exigente Tribunal de Alvalade que por algumas vezes o brindou com um coro de assobios.

Vai para o terceiro ano no Sporting e na Europa, como tal gostava que esta fosse a sua época de afirmação, uma vez que é um jogador com condições para ser útil e ajudar o nosso clube nos seus objectivos. Estamos em presença de um atleta explosivo, de grande velocidade, que demontrou também ter um bom jogo de cabeça e facilidade de remate, trata-se de alguém que pode ajudar a equipa com vários golos por época.

Gostava que fosse um extremo esquerdo, um pouco à semelhança de Cristiano Ronaldo, fazendo várias diagonais para o centro por forma a receber a bola nas costas da defesa ou mesmo para aparecer a finalizar de cabeça, ajudando o nosso ponta-de-lança que variadissimas vezes se encontra sozinho dentro da área a lutar contra os centrais. Por outro lado, com bola, seria útil fazer estes mesmos movimentos para o centro, de forma a tentar finalizar à entrada da área.Por fim, uma vez que é um jogador que defensivamente não é muito intenso, deveria ser coberto pelos nosso médios por forma a estar sempre pronto para sair em contra-ataque.

No entanto, para isto acontecer, na minha opinião há alguns aspectos que tem que melhorar, dado que demonstra muitas vezes dificuldades no domínio e controlo de bola em progressão, demonstra também muitas dificuldades ao nível do passe, fazendo-me por vezes lembrar Djaló, e tendo em conta que estamos a falar de gestos básicos no futebol, não é admissivel estas falhas num jogador do Sporting. Também apresenta dificuldades ao nível da decisão, tentando a finta por vezes rodeado por três jogadores e passando a bola muitas vezes quando tem espaço e só com um jogador pela frente, mas isto é algo normal nos jogadores jovens e tende a melhorar com a experiência que vão adquirindo ao longo da carreira.

Cumpre dizer que apesar de tudo, estamos a falar de um jovem, que é internacional pelo seu país e que tem caracteristicas que o tornam num activo importante. O Sporting como clube formador que é, e apostando em jovens como terá forçosamente que fazer nos próximos tempos, não pode pensar que são jogadores feitos e tem que trabalhá-los por forma a continuarem  evoluir. Assim sendo, penso que não se deve desistir de Carrillo e que deve ser trabalhado, além da utilidade que pode dar à equipa, as suas caracteristicas também o tornam em alguém que no futuro pode ser importante para as finanças do clube, dado que se conseguir explodir facilmente se valorizará.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Cercle Brugge

Nos últimos tempos tem vindo a falar-se do interesse do Cercle Brugge em manter William Carvalho no seu plantel. Contudo, também foi noticiado que neste momento os responsáveis do Cercle não conhecem ninguém da nova estrutura leonina.

Ainda que fosse para cortar relações penso que as estruturas deveriam reunir-se e perceberem o que cada uma pensa desta parceria e que perspectivas tem cada uma das partes. A meu ver, é uma parceria interessante, os jogadores crescem numa liga competitiva, num clube pacato e que foi sempre bastante correcto e cooperativo com o Sporting e num campeonato seguido por alguns dos maiores clubes europeus.

Neste momento, o Sporting tem uma equipa B, que permite aos seus jovens crescerem dentro de portas, sendo constantemente acompanhados pela estrutura e podendo subir à equipa principal a qualquer momento. No entanto, vivemos também numa altura em que a aposta na formação está na ordem do dia, e todos os anos saem novos valores da equipa de juniores e sabemos que as duas equipas serão formadas por grupos pequenos, logo não haverá espaço para todos.
Por outro lado, há jogadores como Golas, Arias, Zezinho, João Mário, Esgaio ou até Fokobo que têm qualidade para jogar num nível acima da II Liga e caso não fiquem no plantel principal, o Cercle será certamente uma opção a ter em conta.

Julgo que a parceria, além de ser mantida, deveria ser inclusivamente melhorada, havendo um maior acompanhamento dos jogadores emprestados, de diálogo entre os clubes e até de observação do próprio campeonato belga, onde vão despontando jovens talentosos todos os anos. Na minha opinião, os dois clubes devem pensar nas vantagens que podem advir desta parceria e reunirem-se para definirem os moldes em que a mesma deve continuar, uma vez que há condições para ser benéfica para ambas as partes.

quinta-feira, 6 de junho de 2013

Miguel Lopes

Os três diários desportivos referem na edição de hoje a saída de Miguel Lopes de Alvalade, considerando que embora não seja dos jogadores com vencimentos mais elevados, tem um ordenado considerado alto e que pelo facto de ter mercado em Espanha poderá surgir uma proposta interessante para o Sporting.

Devo dizer, que foi um atleta bastante profissional nesta metade de temporada que representou o Sporting, onde deu tudo pelo clube, tendo rubricado algumas boas exibições. O facto de ser português e sportinguista, faz com que seja um elemento a ter em conta na formação do grupo, já que é importante ter alguns jogadores com estas caracteristicas.

Enquanto jogador, considero Miguel Lopes um lateral competente a atacar, que combina bem com o extremo e que consegue várias vezes criar desiquilibrios na ala direita. Não acho que tecnicamente seja muito evoluído, mas é um jogador com uma grande vontade e empenho que está constantemente a apoiar o ataque. Defensivamente já não o considero tão forte, tendo demonstrado algumas debilidades ao longo da época.
Por outro lado, é um jogador experiente, o que é importante, dada a juventude do plantel da próxima época, e além de não ter habitualmente as falhas de concentração caracteristicas de jogadores menos experientes, é alguem que sabe aquelas pequenas manhas do futebol como marcar um livre ou um lançamento mais cedo apanhando a equipa adversária distraída, que são pormenores que podem fazer a diferença e que convém ter alguem que os faça e que alerte a equipa da tentativa dos adversários tirarem partido dessas situações, pois considero que por vezes somos muito "tenrinhos" neste tipo de situações.

Como concorrentes para a sua posição tem Cedric e Arias.
A ideia que tinha do português era de um lateral seguro a defender, o que não se verificou no inicio de época, mas teve um bom final de época. Gostava que tivesse outra oportunidade pois continuo a ser da opinião de que é alguem competente a defender dado que é um lateral rápido e forte. A atacar é um atleta com boa técnica tanto ao nível do passe como do cruzamento, que remata bem e tem facilidade em usar os dois pés, não é um desiquilibrador como João Pereira nem tem a intensidade de Miguel Lopes, mas cumpre bem a sua função a atacar e tem boa margem para evoluir.
Quanto ao Colombiano, fez uma boa época na equipa B, onde evoluiu bastante e mostrou ser um jogador para jogar a um nível superior ao da II Liga. É um alteta bastante equilibrado tanto no processo ofensivo como defensivo, que remata bem e que por ser um lateral alto é útil nas bolas paradas, é um jogador a ter em conta para o plantel principal, também ele jovem e com boa margem de progressão.

Por fim, acho pertinente referir que o Sporting apenas tem 50% dos direitos económicos de Miguel Lopes, pertencendo a outra parte ao anterior clube do lateral. Assim sendo, tendo duas boas alternativas, menos dispendiosas, é necessário ponderar se o rendimento desportivo de Miguel Lopes compensa o facto de estarmos a valorizar um jogador que numa possivel venda vai render tanto ao Sporting como ao Porto ou se é preferivel apostar em Cedric e Arias.

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Os Rivais

Foi hoje emitido um comunicado, por parte da Direcção do Sporting Clube de Portugal, em que esta declara suspensas todas as relações institucionais com o Futebol Clube do Porto.

Antes de tudo, devo dizer que não sinto qualquer tipo de simpatia por este clube da cidade do Porto, pelo contrário vem até destacado no último lugar na minha ordem de preferências. Trata-se de um clube onde reina o "ganhar a qualquer custo", não se olhando a meios para atingir os fins, postura que a mim não me agrada nada.

Cada vez mais o FCP tem que ser olhado como um rival, da mesma maneira que o SLB, e o tratamento não pode ser diferenciado. Eu entendo que as maiores rivalidades são muitas vezes entre clubes da mesma cidade, mas o Sporting é um clube de Portugal e é nesse mesmo território que tem que se impor, não se contentando em ganhar o "campeonato da 2ª Circular", nem em facilitar a vida aos rivais do Porto só porque há um "inimigo" comum, na minha opinião devem ser os dois vistos da mesma maneira.

A meu ver, a postura e forma de estar do Porto são até piores que a do Benfica, o caso Apito Dourado e o caso Maça Podre são exemplos disso. E penso que o desrespeito para com a instituição Sporting Clube de Portugal por parte dos responsáveis do Porto, é também superior, como ilustra este exemplo.

Fiquei contente com as declarações do Presidente acerca da fruta, e também pelo facto de estas terem criado mal estar no Porto. Apesar das dificuldades e dos maus desempenhos desportivos, o Sporting tem que mostrar que é forte, que é um grande e que não se verga a ninguém. Além disso, não há nada a temer pois a postura que o Sporting teve até agora em nada nos beneficiou, penso até que foi bastante prejudicial, e assim sendo, não ficámos pior a partir de hoje.

sábado, 1 de junho de 2013

André Martins

André Martins é mais um produto da formação leonina, é tecnicamente evoluído e rápido, e por isso forte nas transições, embora fisicamente seja um pouco frágil ajuda a equipa defensivamente.
Na minha opinião, faltou-lhe uma equipa B onde pudesse ter crescido de outra forma e dentro do clube, esta nova geração além da sua grande qualidade mostra o quão importante é esta equipa secundária.

Este jovem tem um vasto percurso nas selecções jovens e mereceu agora uma chamada à selecção A. Julgo que além de justa tem tudo para ser repetida mais vezes, se tivermos em consideração que a concorrência serão jogadores como Micael, Ruben Amorim, Carlos Martins ou até André Gomes. Penso inclusivamente que poderá até, mais cedo ou mais tarde, lutar pela titularidade, dado que Raul Meireles já se encontra numa fase descendente da sua carreira.
Numa época infeliz, em que muitos jogadores se terão desvalorizado, André Martins, com o seu final de época e com esta chamada é dos pouco que se terá valorizado e apesar de ser importante uma boa prestação individual e colectiva no clube é certo que fazer parte da selecção traz outra visibilidade e valorização.

Ainda não é um jogador feito, no entanto tem capacidade, é um jogador capaz de desiquilibrar, que já apresenta um bom nível e que tem tudo para explodir e afirmar-se definitivamente na próxima época.

Assim sendo, julgo que deve ser aposta na época que se avizinha, pela sua qualidade, porque é um jogador que a selecção ajudará a valorizar, é formado em Alvalade com todas a vantagens de conhecimento do clube e da equipa que isso traz e por fim é um jogador exemplar, que foi sempre bastante profissional, mesmo tendo estado alguns anos emprestado e sendo muitas vezes suplente sempre teve uma postura correcta.

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Bruma e Ilori

Bruma e Ilori são dois jovens da formação do Sporting que começam agora a dar os primeiros passos na equipa principal. Devo confessar que sou fã dos dois, juntamente com Rui Patricio são na minha opinião os melhores jogadores do Sporting e os que mais dinheiro podem trazer aos cofres leoninos.
Considero-os mais valias claras e portanto, à semehança de Patricio, só devem ser vendidos caso surjam propostas irrecusáveis, dado que em função da sua qualidade e caracteristicas são jogadores que terão sempre mercado, não devendo ser negociados após a pior época de sempre, nem numa fase tão precoce da carreira, pois qualquer um deles tem muito para dar ao Sporting.

Estes jovens ainda terão pela frente mais alguns anos pelas selecções jovens, que são sempre uma montra atractiva e são jogadores com capacidade para no final desse percurso (senão antes) integrarem de imediato a selecção principal, o que além de os valorizar faz com que sejam jogadores sob o radar dos maiores clubes europeus.

A equipa principal deve ter na sua base os melhores jogadores da sua formação, beneficiando assim, não só da sua qualidade, mas também da criação de uma identidade na equipa, uma forma de jogar, e a garantia de que quem faz parte da equipa conhece a sua história, os seus valores e a sua grandeza, passando tudo isto a quem chega de fora e facilitando a integração nesta familia leonina. Algo dificil de conseguir se a equipa for formada essensialmente por jogadores estrangeiros que não cresceram a ganhar de leão ao peito. Por outro lado, a aposta na "prata da casa" reforça a marca Sporting e a qualidade da Academia Leonina.

Apesar da sua qualidade, penso que os atletas em causa, são muito jovens para sair, correndo o risco de a primeira aventura no estrangeiro não ser bem sucedida, a exemplo de Quaresma, Simão ou Viana, portanto devem continuar o seu processo de crescimento dentro do clube.

Assim sendo, penso que vale a pena os esforço pela renovação de ambos, além da qualidade que têm, a contratação de reforços para as suas posições também traz custo e dificilmente serão jogadores da mesma qualidade. Por fim, são jogadores que além de terem qualidade para ajudarem a reerguer o Sporting, serão grandes vendas num futuro próximo!

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Jefferson

Está oficializada a contratação do primeiro reforço para a época 2013/2014, trata-se de Jefferson, lateral esquerdo proveniente do Estoril.

Trata-se de um jogador forte fisicamente, muito possante e aguerrido, que ataca bem destacando-se o potente remate e a qualidade dos seus cruzamentos, é tido como um bom marcador de bolas paradas o que é sempre importante.
 Por outro lado, é um jogador que rende alguns golos, aspecto a ter em conta, dado que é fundamental que não só os jogadores mais atacantes mas também os do meio campo e defesa contibuam neste capítulo.

Consta-se que o negócio terá sido feito por valores a rondar os 400 mil euros por 50% do direitos económicos do jogador. Embora o risco seja repartido, no caso de o negócio não correr bem, não sou grande adepto de divisões dos direitos económicos, mas entendo perfeitamente que o Sporting o faça nesta fase de maiores dificuldades e de reestruturação do clube, contudo, gostava que no futuro se apostasse em ter a totalidade dos referidos direitos, por forma a conseguir tirar um proveito maior da valorização que o clube faz do jogador.
Por outro lado, percebo perfeitamente que o rendimento da equipa influencia a valorização do jogador e como tal, se Jefferson contribuir para que a equipa renda mais, consequentemente alguns jovens valores da nossa formação sairão valorizados e como tal será sempre um bom negócio mesmo que o Sporting só tenha direito a 50% do valor de uma possivel venda no futuro.

Com este reforço penso que se encontra resolvida a questão do lateral esquerdo. Turan, finalmente conseguiu fazer uma época a jogar com regularidade, embora não saiba como jogou, penso que pode sempre ser uma alternativa a Jefferson ou continuar o seu processo de crescimento na equipa B, caso não haja um bom negócio para o Sporting. Por outro lado, Evaldo entra no seu último ano de contrato, e não é um jogador que encante a maioria dos adeptos do Sporting. Pessoalmente também não sou fã, mas  é um jogador que teremos algumas dificuldades em colocar e penso que serve perfeitamente como alternativa a Jefferson, aliás esta época nem sequer havia alternativa ao lateral esquerdo, portanto não ficamos pior, além disso apesar das suas limitações, sempre foi um jogador cumpridor que nunca criou problemas no Sporting, mesmo quando era suplente, portanto nao me choca a sua possível inclusão no plantel.

Assim sendo, resolvido o problema na esquerda da defesa, fica a faltar o ponta-de-lança que será neste momento a posição mais prioritária!

terça-feira, 21 de maio de 2013

Leonardo Jardim

Leonardo Jardim, foi ontem anunciado como o sucessor de Jesualdo Ferreira no comando técnico da equipa leonina. Apesar de se tratar de alguém que vai começar do zero, que só agora se irá inteirar da situação do clube, e que terá um conhecimento reduzido principalmente dos jogadores da equipa B e dos emprestados é um nome que me agrada.

A sua carreira é marcada pelo sucesso e tem feito um percurso em crescendo, tendo pela frente o projecto mais dificil até agora, mas para o qual julgo que está preparado.
Este jovem técnico madeirense subiu em 2008/2009 o Chaves à II Liga, depois de vencer a série A da II Divisão, logo no seu ano de estreia no clube minhoto.
No ano seguinte, assumiu o comando do Beira-Mar, sagrando-se campeão nacional na II Liga, conquistando assim mais uma subida de divisão. Na época de estreia na I Liga fez um campeonato tranquilo tendo abandonado o clube a meio da época, dado que a manutenção estava praticamente garantida e como não iria ser o treinador na época seguinte fazia sentido que o próximo treinador assumisse desde logo a equipa para melhor preparar a época seguinte.
Em 2011/2012 chega ao Braga, onde terminou o campeonato na terceira posição, depois de conseguir 13 vitórias consecutivas que colocaram o Braga na liderança do campeonato à 24ª jornada!
Nesta época venceu a Taça e o Campeonato na Grécia ao serviço do Olympiacos.
Apesar da curta carreira é um treinador com um percurso notável, que espero que tenha continuidade em Alvalade

É um treinador português, que conhece o nosso campeonato, e o próprio clube e a sua história, o que julgo ser importante, dado que o grau de exigência tem que estar de acordo com o passado do nosso clube.
Sabemos que se avizinha uma época complicada e que o clube precisa de estabilidade, espero que esta aposta seja para manter por forma a que os resultados também apareçam com o tempo. Por outro lado, penso que os objectivos deveriam ser estabelecidos de forma crescente, jogo a jogo, garantindo a Europa primeiro, a Champions segundo, seguindo-se a luta pelo titulo e eventualmente o titulo de campeão nacional, invés do contrário, para que reine alguma calma no clube que por vezes parece bipolar, ora está em euforia ora está em depressão.


segunda-feira, 20 de maio de 2013

Jesualdo Ferreira

Ontem foi o último jogo oficial de Jesualdo Ferreira enquanto treinador do Sporting, algo que já era esperado nestes últimos tempos e que foi confirmado no final do encontro em Aveiro.

Tal como grande parte dos adeptos leoninos via com bons olhos a sua continuidade.
Primeiro, porque considero o Professor Jesualdo Ferreira competente, sem ser um treinador fabuloso com um futebol vistoso e com grandes resultados, é alguem que sabe montar uma equipa dotando-a de identidade, dando assim uma estabilidade que permite o lançamento de jovens e o crescimento de muitos jogadores.
Segundo, penso que deve haver alguma estabilidade no Sporting, assim sendo, fazia sentido que Jesualdo desse continuidade a este projecto que abraçou durante a época. Essa continuidade teria algumas vantagens, dado que a equipa iniciaria a próxima época já com alguns processos e principios de jogo assimilados e havia um conhecimento mutuo entre plantel e treinador, o que permitiria a Jesualdo Ferreira estar melhor posicionado do que qualquer pessoa para formar o plantel da próxima época dado o conhecimento que tem tanto do plantel principal como da equipa B, sabendo que deverão ser estas duas equipas a formar o plantel da próxima época, juntando-se provavelmente alguns emprestados e uma ou outra contrataçao. Se estivermos constantemente a começar do zero este trabalho será certamente mais dificil, do que havendo uma contunuidade na estrutura, treinador incluido. Assim sendo, espero que apesar dos tempos dificeis que aparentemente se avizinham, haja estabilidade no clube.
Terceiro, é um treinador experiente, e com grande conhecimento do futebol português caracteristicas que serão importantes para alguém que terá que lidar com um grupo tão jovem.
Por fim, depois do crescimento notório que a equipa teve com a sua entrada era merecido que continuasse a acompanhar o crescimento destes jovens que foi lançando.

Gostava também de destacar as declarações de Jesualdo que me agradaram bastante. E por fim um facto curioso que notei, apesar do bom trabalho do professor, estranhamente os resultados nas 5 primeiras jornadas da segunda volta foram piores que os conseguidos por Sá Pinto nas respectivas jornadas da primeira volta.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Renato Neto

Neste momento é consensual que a solução para o Sporting passa por uma aposta na formação, que ao longo dos anos tem gerado um conjunto de bons jogadores que bem ou mal temos conseguido tirar algum proveito. Assim sendo, na época que se avizinha é importante olhar para a equipa B e também para os jovens da formação que estão emprestados.

Dos jogadores emprestados gostaria de destacar Renato Neto, médio de 21 anos que entre uma breve passagem na equipa principal tem estado emprestado, tendo representado o Cercle Brugge, Videoton e joga no Gent actualmente.

Apesar da juventude, é um jogador já com alguma experiência, pois já vai em 3 épocas consecutivas a participar em mais de 30 jogos, assim sendo seria um elemento importante num plantel que se advinha jovem e inexperiente.

Penso que seria um "8" muito interessante para a nossa equipa trazendo altura e força ao nosso meio campo, caracteristicas que Dier mostrou que seriam importantes, ajudando assim a equipa a conquistar o meio campo ganhando mais bolas tanto no ar como nos duelos individuais, com a vantagem da experiencia adquirida que traz e ser um jogador mais rotinado na posição. É um centro campista que todas as épocas rende alguns golos e assistencias o que também é importante, pois, como se comprovou esta época é importante ter mais jogadores além dos avançados a marcar, penso que, com as devidas diferenças poderia oferecer ao Sporting o que por exemplo Khedira acrescenta ao Real Madrid. A sua capacidade fisica seria importante também nas bolas paradas tanto ofensivas como defensivas.

Por fim, trata-se de um jogador com mercado, fruto das boas épocas que tem efectuado e também por ser um centro campista com caracteristicas diferentes do habitual, que seria facilmente valorizado depois de uma boa época em Alvalade, podendo o Sporting num futuro próximo vir a fazer um bom negócio em termos financeiros.

quarta-feira, 8 de maio de 2013

As posições mais urgentes

Embora a posição do nosso clube ainda não esteja definida, e como tal a participação ou não nas competições europeias, julgo que há certas posições que terão que ser reforçadas na próxima temporada e como tal deviam ser alvo de atenção por parte do nosso clube desde já. Não sou grande adepto de revoluções e como tal penso que a base do plantel está feita e que apenas serão necessários uns ajustes.

Ponta-de-lança
Já era necessário encontrar alguém que pudesse lutar com van Wolfswinkel pelo lugar e conseguisse suprir a sua ausência por lesão ou castigo, com a saída deste ainda mais urgente é reforçar a posição.
Bojinov teve algumas oportunidades, nao convenceu, está emprestado, e o seu futuro não passará por Alvalade.
Owusu não conheço muito bem este jogador que está à varios anos emprestado, contudo também ele não parece ser opção para os responsáveis pelo Sporting.
Rubio foi contratado como uma promessa que seria lançado com o tempo, mas na minha opinião não tem qualidade para ser jogador do Sporting e deveriamos vende-lo.
Betinho é um jogador formado em Alcochete que sempre marcou muitos golos na formação, teve algumas oportunidades na equipa principal este ano, mas na minha opinião também ele não tem qualidade para vir a integrar o platel do Sporting no futuro, penso que deveria ser trocado ou vendido, já que na equipa B também estará a tapar o caminho a jogadores mais promissores que possam surgir.
Etock mais um jovem, este contratado ao Barcelona que vai tendo as suas oportunidades na equipa B, embora raramente jogando na posição de ponta-de-lança, desconheço os motivos, mas gostava de o ver nessa posição.
Assim sendo, julgo que é necessario contratar alguém para uma posição tão importante, sendo que a minha preferência seria sempre o Éder do Braga, que considero um grande ponta-de-lança que tem tudo para ser titular da selecção nacional e que embora seja um pouco caro, compensava o esforço. Além disso, o Braga dificilmente se apurará para a Liga do Campeões o que certamente o obrigará a vender, não tendo uma base negocial tão forte como se conseguisse os milhões da Champions. Por outro lado, poderiamos incluir jogadores como Nuno Reis, André Santos, Adrien, Wilson Eduardo, Rubio, Betinho que na minha opinião terão muitas dificuldades de afirmação no Sporting, mas que poderiam ter alguma utilidade em Braga.
O mais que falado Ghilas também seria interessante, Inácio conhece-o melhor que ninguém e como tal será um nome que terá em vista. Os jovens Suk do Maritimo e Baldé do Guimarães também julgo serem boas opções mas neste caso para serem alternativa aos titulares, e para irem crescendo de forma sustentada, sendo opções de futuro.

Lateral Esquerdo
Evaldo terá sido dispensado pelo seu elevado ordenado e como tal também não terá espaço na época que se avizinha.
Grimi julgo que finalmente acaba contrato.
Turan nao se conseguiu impor em Alvalade nem em Aveiro quando foi emprestado ao Beira-Mar, este ano está a fazer uma época mais ou menos regular na Turquia, desconhecendo contudo o seu valor.
Assim sendo, também esta posição terá que ser reforçada, temos os emprestados Joãozinho e King que poderão ser opções, não sendo de descartar a contratação de um outro melhor ou mais barato por exemplo.

Trinco
Gelson foi emprestado na reabertura de mercado devido ao seu elevado vencimento, parece que o seu espaço em Alvadade terá terminado.
Rinaudo apesar da sua entrega e profissionalismo, não é um jogador que aprecie, e penso que numa deveriamos ter uma melhor opção nesta posição tão imporante, penso que é um jogador lento, e bastante fraco tacticamente, embora seja útil a dobrar quando a equipa esta fechada e os jogadores próximos conseguindo cortes muito vistosos, trata-se de um jogador que tem dificulades em travar contra-ataques dado que não é muito forte, rápido ou tacticamente evoluido.
Fokobo já teve algumas oportunidades na equipa principal embora sempre como central, no entanto penso que pode render mais como "6", e creio que tem um grande futuro nessa posição. Pessoalmente gostaria que fosse aposta na próxima época.
William Carvalho julgo que está em final de contrato e não parece ser aposta para os responsáveis leoninos, jogou com regularidade no Cercle Brugge, mas não tenho acompanhado a sua evolução.
Neste caso, a minha opção seria lançar Fokobo, há ainda A. Santos e Zezinho, jogadores que já desempenharam estas funções mas julgo que rendem mais na posição "8" e penso que o espaço do português no clube já terá terminado.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

O Crescimento

Neste último par de meses os resultados da equipa principal do Sporting já são mais condizentes com a grandeza do clube, e uma boa prestação neste último mês de competição permitirá que a turma leonina marque presença nas competições europeias na próxima temporada. Alturas houve, durante esta atribulada época em que nem sempre pareceu um objectivo fácil de atingir, contudo, acredito que será atingido sendo que o próximo jogo em Paços de Ferreira é fundamental nessa luta.

Vários factores estarão na base deste crescimento, gostaria de destacar alguns que considero importantes.

Por um lado, o mercado de Janeiro, levou à saída de vários jogadores: Pranjic, Ínsua, Gelson, Elias, Izmailov,Carriço, Pereirinha e Xandão. Estas saídas foram importantes na medida em que permitiram a entrada de capital além de reduzirem a massa salarial, fundamental no plano financeiro. Mas no plano desportivo permitiu o aparecimento de um conjunto de jogadores que têm dado boa conta do recado. Assim, estas saídas aliadas ao desaparecimento de alguns jogadores como Boulahrouz, Jeffren ou Carrillo, permitiram que jogadores como André Martins, Joãozinho, Eric, Ilori e Bruma aparecessem e se revelassem como fundamentais na melhoria desportiva da esquipa. A juntar a estes, é importante destacar o crescimento de Cedric, e o aparecimento de Viola e Labyad como alternativas aos titulares, sendo que o argentino tem aproveitado melhor as oportunidades. Isto prova, que com orçamentos mais reduzidos é possivel fazer tão bom ou melhor e que os jogadores nacionais e os atletas da nossa formação têm valor e devem ser olhados com outros olhos, não sendo necessário gastar milhões para ter jogadores de qualidade e uma equipa competitiva.

O professor Jesualdo Ferreira também tem sido importante neste trajecto mais positivo, conseguiu o crescimento de alguns jogadores e deu estabilidade à equipa que agora tem uma táctica mais automatizada e um onze estável o que faz com que os jogadores se sintam mais confortáveis e confiantes. Havendo uma forma de jogar estabilizada também torna mais facil a entrada de jogadores menos utilizados, seja durante o jogo, seja de incio para suprir lesões ou castigos. Tudo isto tem provocado uma valorização do nosso plantel, algo fundamental, dado que o Sporting precisa de vender e de vender bem, mas isso só se consegue com bons resultados, com jogadores confiantes e com uma equipa estabilizada. Por isso tudo, via com bons olhos a continuidade do treinador do Sporting, que ainda mais sentido fará se vier a conseguir o apuramento para as competições europeias. Não sei se o seu salário será o mais condizente com a actual situação do Sporting ou se será essa a vontade das partes, mas penso que seria uma boa opção para o comando técnico leonino na próxima época e que nao se deveria alterar só porque sim, e se houver uma mudança que seja para melhor.

Por outro lado, gostaria de destacar o bom ambiente que parece reinar em Alvalade neste momento, e que foi evidente na forma como os nossos suplentes festejaram o golo de Rojo este fim de semana. Não sei se será por mérito de Jesualdo Ferreira se devido ás saídas registadas, ou pela melhoria de resultados e das exibições, mas parece que há um novo ambiente, espero que seja mesmo assim e que seja para continuar.

sábado, 13 de abril de 2013

Reestruturação Financeira

As negociações entre o Sporting a as entidades bancárias deste chegaram a bom porto. Era importante que assim fosse e era importante que tal acontecesse dada a actual situaçao do Sporting.
Posto isto, há que arregaçar as mangas e começar a preparar o futuro do clube, há dividas por pagar, jogadores com quem renovar e reestruturações a fazer, por isso, mãos à obra.
Apesar de ser bastante positivo este acordo, não tenho apreciado a atitude do nosso presidente em atacar constantemente os últimos 17 anos do Sporting, onde foram conquistados dois titulos de campeão nacional, uma final europeia, várias taças, vimos aparecer um dos maiores futebolistas de sempre, apesar dos muitos erros que foram cometidos e que são do conhecimento público, este é o nosso clube e sempre o foi nos últimos 17 anos e todos nós tivemos alegrias e tristezas durante esse periodo.
Na minha opinião estes constantes ataques, esta divisão em nada beneficia o Sporting, Bruno de Carvalho já foi eleito presidente, não é mais candidato e como tal não tem que se promover desta forma. Será julgado pelo seu trabalho e todos queremos que o faça bem e cá estaremos para o aplaudir caso o consiga, todos sabemos que não é um trabalho fácil, mas não se tornará mais fácil por se atacar anteriores direcções, o que foi feito tenha sido bom ou mau já lá vai, agora há que seguir em frente, sabendo que haverá uma auditoria de gestão para apurar responsabilidades se as houver, como tal nao temos que estar preocupados com esse asssunto.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Insua

Ao que parece o lateral esquerdo Emiliano Insua está a caminho de Madrid para representar o Atlético. Pessoalmente prefiro ver  Insua a jogar no campeonato espanhol inves do brasileiro, no entanto é com alguma tristeza que o vejo partir, dado que foi dos bons negócios que o Sporting conseguiu fazer nos últimos tempos, dado o seu rendimento e o reduzido investimento que foi feito para o trazer.

Contudo, percebo perfeitamente o negócio, o facto de o Sporting não ser presença assidua na Liga dos Campeões a isso obriga e dado que não estamos a disputar nenhum titulo, leva a que seja necessário libertar a folha de pagamentos no final do mês.

Por outro lado, aprecio a nova politica do Sporting em trazer jogadores portugueses, bem sei que a maioria dos adeptos olha "de lado" para os jogadores nacionais vindos de clubes mais pequenos, todavia, é importante ter jogadores portugueses e da formação por forma a que o Sporting não perca a sua identidade e para que possam transmitir aos jogadores estrangeiros que chegam ao Sporting a sua grandeza e a obrigatoriedade de lutar pela vitória em todos os jogos, evitando desta forma a prestação que a equipa principal teve na primeira metade da época.

Além disso, são jogadores que não sentem problemas de adaptação, são mais baratos, conhecem melhor o campeonato, e sabem da grandeza do Sporting, nao encarando apenas como um ponto de passagem. Assim sendo, espero que o Joaozinho e também o Miguel Lopes tenham bastante sucesso no Sporting e possam os dois integrar a selecçao nacional em breve.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Sporting vs Beira Mar

Devo confessar que fiquei entusiasmado com a exibição leonina na última jornada da Liga.
Penso que o Professor Jesualdo Ferreira está a fazer as coisas bem.
1º - O 4-2-3-1 é a tactica mais adequada ao plantel da equipa principal e até mesmo ao da equipa b ou dos escalões de formação. Assim sendo, o Sporting deve estabilizar nesta tactica, ganhando rotinas e contratar jogadores que encaixem neste sistema, que é o que todas as equipas fazem.
Assim, acaba-se com a constante alternancia tactica que tem invadido o Sporting, onde de semana para semana, tudo muda, voltando aos melhores tempos do Sporting onde por exemplo Paulo Bento conseguiu criar rotinas numa tactica e não se desviou do seu caminho, conseguindo alguns bons resultados.
2º - O treinador leonino já percebeu qual o melhor 11, e parece que salvo mais lesões ou castigos é para manter, dando confiança aos jogadores e ajudando também a criar rotinas de jogo, acabando assim também com a constante alternancia de jogadores que em nada ajuda.
3º - Aproximou a equipa, a equipa do Sporting parecia partida dentro do campo, no último jogo os sectores jogaram mais próximos e souberam defenfer e atacar em conjunto, porporcionando alguns momentos de bom futebol.

Desta forma, espero que esta noite, frente ao Beira-Mar o Sprorting confirme as boas indicações dadas e consiga conquistar os 3 pontos.