quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

A posiçao "6"

No seguimento da grande entrega de Rinaudo no derby de segunda-feira, ou melhor da entrega habitual, uma vez que trata-se de um jogador a quem não se pode apontar nada, é um jogador de grande profissionalismo, muitas vozes se insurgiram contras as declarações de Manuel Fernandes que o consideram um anarquista táctico.

Na minha opinião, Manuel Fernandes tem razão, a posição 6 é uma posição fulcrar para dar equilibrio à equipa e consistencia defensiva e como tal deve ser ocupada por jogadores tacticamente muito fortes. Rinaudo apesar da sua enorme garra e entrega é um jogador que tenta jogar em antecipação constantemente, pressionando muitas vezes fora da sua zona de acção o que nos permite por vezes recuperar a bola cedo, permitindo sair em contra-ataque, mas quando falha na sua investida deixa a defesa entregue a si mesma, dado que não tem velocidade para recuperar e não tem neste momento Schaars que é um jogador mais posicional e funciona sempre como ajuda neste tipo de situações.
Nos jogos como o de segunda-feira não há grandes problemas, dado que a equipa está bem posicionada e com um bloco baixo grande parte do tempo, no entanto nos restantes jogos em que a equipa joga mais ao ataque, o Sporting fica refém dos contra-ataques adversários sem um "tampão" que lhes faça frente. A meu ver, Rinaudo, à semelhança de André Santos é mais um "8" que um "6".

Julgo também que um dos problemas do Sporting nos últimos anos é a falta de um jogador que cumpra bem essa função. Desde os mal-amados Veloso ou Custódio que a consistencia defensiva do Sporting tem piorado, bem como a classificação e as exibições. Bem sei que não eram jogadores com a entrega de Rinaudo mas tinham capacidade de segurar o meio campo e como bem se sabe não é preciso correr muito, é preciso correr bem, sendo Xabi Alonso um grande exemplo disso, dando equilibrio à equipa do Real Madrid (que tem vários jogadores que pouco ou nada defendem) sem grande esforço aparente, parecendo estar sempre no sitio correcto.

Na minha opinião, deveria ser dada a oportunidade a Carriço que consegui dar alguma estabilidade à equipa na época transacta na posição, tendo sido um erro deixar de ser a primeira opção para a posição "6" no jogo em Bilbao para a Liga Europa.
Rinaudo a meu ver poderia ser um complemento a Carriço, jogando como "8", ao invés de Elias que se trata de um jogador que se esconde muito do jogo e julgo que esta dupla seria capaz de garantir a estabilidade defensiva dando maior liberdade ao quarteto da frente para atacar.

Sem comentários:

Enviar um comentário