quarta-feira, 1 de junho de 2011

Milhões e opções

Fazendo fé na noticia do Diário de Noticias em que o Sporting terá sete milhões para rescindir com alguns jogadores, parece-me claro que a opção do Sporting para a próxima temporada é a de aliviar na folha salarial e ter um plantel em que as segundas opções sejam jogadores jovens que se possam ir integrando no plantel e valorizarem-se no futuro. Desta forma julgo que se entende o porquê do Sporting querer vender jogadores como Maniche, Pedro Mendes, Valdés, Caneira, Grimi e outros que previsivelmente serão suplentes e embora sejam opções válidas são demasiado caras para segundas opções e têm pouca ou nenhuma margem de valorização. Por outro lado percebo que caso haja propostas se venda Vukcevic ou Zapater, mas como ainda são jogadores novos que se pode valorizar, não haja tanta urgência.
Esta opção explicaria também o porque da intransigência do Sporting na questão salarial do Moreno, pois embora fosse um jogador jovem, uma opção válida para o plantel e com potencial para se valorizar, seria em principio uma segunda opção e como tal terá que se inserir em determinados valores, uma vez que provavelmente teremos mais jogadores em carteira.

Por fim fazer uma referência à vitória dos sub-21 sobre a selecção da Alemanha, em que todos os jogadores e equipa técnica estão de parabéns. No entanto, gostaria de realçar as boas exibições dos "leões" André Martins e Wilson Eduardo, jogadores que de quem se fala que podem integrar os trabalhos de pré época, ou até mesmo o plantel na próxima temporada, não sei o que irá acontecer, não há qualquer tipo de informação oficial. Contudo, caso voltem a ser emprestados, julgo que a administração do Sporting deverá ponderar bem os seus empréstimos, se por exemplo o Diogo Amado, também das nossas escolas embora já sem ligação ao Sporting, consegue ser titular do Leiria na primeira liga, porquê que um talento como o André Martins é emprestado ao Belenenses? Não terá sido feita uma análise ao empréstimo, se seria uma boa ou má opção, foi pouco utilizado e em Janeiro teve que trocar para o Pinhalnovense. Ao emprestarmos os jogadores daqui para o futuro, julgo que devemos ter maior atenção à equipa e principalmente ao treinador que os vais receber, pois não faz sentido emprestar um jogador a uma equipa que tem um estilo de jogo que não o favorece ou um treinador que não aposta em jovens.

1 comentário:

  1. Caro TJ,
    Boas ideias !...
    Que os "deuses" te ouçam.
    Em "Leoninamente!!!..." está uma resposta ao teu comentário.
    SL

    ResponderEliminar